CPI do cofre segue em atuação e ex-prefeitos serão ouvidos

Convocação foi assinada e entregue nesta sexta-feira (14)
CPI do cofre segue em atuação e ex-prefeitos serão ouvidos

CPI chama ex-prefeitos para serem ouvidos em apurações.

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a ausência do valor de R$ 588.544,49 do caixa da Prefeitura Municipal segue os trabalhos no Legislativo de Parobé. Na segunda-feira, dia 24, os ex-prefeitos do município deverão ser ouvidos pelos integrantes Gilberto Gomes (presidente), Eneas Rodrigues (relator) e Celso Abreu (membro).

A convocação dos ex-mandatários já havia sido divulgada anteriormente, porém, em decorrência da falta de documentos solicitados na investigação, acabou sendo adiada. “Nós optamos por aguardar o envio de materiais que solicitamos ao Executivo. Vamos ouvir os gestores, as partes interessadas, mas é importante ressaltar que estamos lidando com números. Depois vamos passar para a parte contábil, um perito que nos traga respostas também”, explica Gomes.

Nas primeiras oitivas realizadas no Plenário Municipal, a comissão apurou informações da empresa responsável pelo apontamento da ausência do valor, além do secretário da Fazenda e servidoras do controle interno do município. Agora foram convocados os ex-prefeitos Moacir Jagucheski, Irton Feller e Maria Eliane Nunes, além do atual chefe do Executivo, Diego Picucha.

Nas últimas semanas o relator da comissão pediu agilidade no processo. Em nota divulgada em suas redes sociais, Rodrigues afirmou que a comissão deve esclarecer os fatos. “Não vejo motivo para a morosidade, este impasse nos trabalhos. Já fizemos toda a apuração”, publicou.

A assessoria jurídica da Casa Legislativa salienta que todo o processo de apuração das denúncias está de acordo com as determinações do regimento da Casa, além dos protocolos e cronogramas estabelecidos pela comissão.

Foto: Eduarda Rocha/Assessoria de Comunicação